Campanha de vacinação em bebês e crianças contra a gripe H1N1

Campanha de vacinação em bebês e crianças contra a gripe H1N1
Bebês

Começou na segunda-feira (11) mais uma fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe

De acordo com o Ministério da Saúde, esta fase da campanha será dividida em duas etapas:

  • Etapa 1 – entre 11 e 17 de maio terá como público-alvo pessoas com deficiência e crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.
  • Etapa 2 – entre 18 de maio a 5 de junho, serão incluídos professores das escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade.

Qual o risco de influenza A em bebês? As crianças devem ser vacinadas contra a gripe A? Como detectar e tratar a gripe H1N1A em um bebê?

Bebê com gripe H1N1: o essencial para saber sobre esta doença

A influenza A (H1N1) o bebê é muito comum. Muito contagioso, pode ser transmitido rapidamente de uma criança para outra. Felizmente, a gripe A é, na grande maioria dos casos, benigna em crianças pequenas. Certos fatores de risco podem, no entanto, promover complicações mais ou menos graves. Para ajudar o bebê a combater bem esta doença, aqui estão todas as informações úteis para você.

Como o bebê contrai a gripe A (H1N1)?

Campanha de vacinação em bebês e crianças contra a gripe H1N1A influenza A (H1N1) em crianças é causada pelo vírus H1N1, o vírus influenza. É um vírus mutante, derivado de vários vírus influenza que afetam porcos, pássaros e humanos.

Seja no berçário ou na escola, o contágio com o vírus H1N1 está bem encaminhado. O vírus se espalha no ar através das gotículas expectoradas. Em seguida, ele pode entrar no corpo do bebê pela boca, olhos e nariz. O vírus H1N1 também pode ser depositado em um edredom, maçaneta da porta, roupas e etc.

Depois que um bebê toca um objeto infectado, basta esfregar os olhos ou colocar as mãos na boca para contrair a infecção.

Os diferentes sintomas da gripe A (H1N1) pode aparecer em crianças. O bebê está com febre, calafrios, tosse (tosse seca).

Como é diagnosticada a gripe A (H1N1) em crianças?

É melhor levar seu bebê a um pediatra quando os sintomas aparecerem. Isso nem sempre é característico o suficiente para diagnosticar a gripe A (H1N1) com certeza. São, por exemplo, semelhantes aos de uma nasofaringite.

No entanto, a presença de uma epidemia de gripe H1N1 na região pode contribuir significativamente para o diagnóstico. Às vezes, os exames virológicos podem ser solicitados, principalmente, se a criança apresentar fatores de risco ou parecer realmente afetada. Amostras (muco ou sangue) são examinadas para confirmar a presença de um vírus influenza.

Como prevenir e tratar a gripe A (H1N1) do bebê?

É melhor prevenir do que remediar: você pode vacinar a criança contra a gripe A (H1N1) a partir dos 6 meses de idade. Durante uma epidemia de gripe, também é aconselhável lavar as mãos com frequência. Espirre em um lenço ou na dobra do cotovelo, nunca em suas mãos.

Se o seu bebê já estiver gripado, ele normalmente seguirá um tratamento com paracetamol ou ibuprofeno (nunca aspirina contra esta gripe) para interromper os sintomas.

Meu filho precisa de uma vacina contra a gripe este ano?

Na maioria dos casos, sim. O Ministério da Saúde recomenda uma vacina anual contra a gripe (influenza) para todas as crianças com 6 meses ou mais.

As vacinas contra a gripe podem ser dadas a crianças de 6 meses ou mais. Os efeitos colaterais podem incluir dor onde a injeção foi dada. Também pode ocorrer febre, dores musculares e sentimentos de fraqueza.

Para determinar quantas doses da vacina contra a gripe seu filho precisa:

  • 2 doses. Se seu filho tiver menos de 9 anos de idade e estiver recebendo a vacina da gripe pela primeira vez ou tiver tomado apenas uma dose da vacina antes de 1º de julho de 2019, planeje duas doses com pelo menos quatro semanas de intervalo. Comece o processo o mais cedo possível.
  • 1 dose. Se seu filho tiver tomado duas ou mais doses da vacina contra a gripe a qualquer momento antes de 1º de julho de 2019 – as duas doses não precisam ter sido administradas durante a mesma estação ou estações consecutivas – uma dose é suficiente. Da mesma forma, se seu filho receber a vacina contra a gripe pela primeira vez aos 9 anos de idade ou mais, basta uma vacina contra a gripe.
    Lembre-se de que são necessárias duas semanas após a vacinação para que uma criança seja totalmente protegida da gripe. Verifique também com o médico do seu filho se:
  • Seu filho teve uma reação grave a uma vacina contra a gripe anterior. A vacina contra a gripe não é recomendada para quem teve uma reação grave a uma vacina anterior. Verifique com o médico do seu filho primeiro, no entanto. Algumas reações podem não estar relacionadas à vacina.
    As vacinas anuais contra a gripe também são recomendadas para adultos – especialmente aqueles que têm contato próximo com crianças pequenas.

Lembrando que no dia 9 de maio será o dia de vacina para crianças de 6 meses a menores de 6 anos incompletos

A meta é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos até dia 5 de junho, data em que a Campanha Nacional de Vacinação se encerra.

Na segunda fase da campanha – iniciada em 16 de abril e com previsão de encerramento neste domingo em todo o país – 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo foram vacinados.

Fonte:
https://saude.abril.com.br/medicina/quem-deve-tomar-a-vacina-da-gripe-na-terceira-fase-da-campanha-de-2020/
https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46590-41-mil-postos-estao-abertos-para-a-vacinacao-contra-a-gripe

Artigos Relacionados

Mamãe, acabe de vez com problemas de sono do seu bebê, atente-se às nossas dicas!

Mommy´s Angel

Sono seguro para o seu bebê

Mommy´s Angel

A pega correta é uma das principais chaves para o sucesso da amamentação

enfaisoldaborba

Deixe um Comentário