“Ser mãe hoje em dia não é fácil. As mães modernas hão de concordar comigo. E de todas as dificuldades que encontrei desde que decidi me aventurar nessa jornada da maternidade, a mais difícil foram os pitacos.
Cada um tem uma opinião sobre nossa forma de criar, mas é raro encontrar alguém que nos acolha, e principalmente que nos apoie.
Yuri nasceu prematuro, de 32 semanas e 2 dias. Passou 21 dias na utin até que o tão sonhado dia de tê-lo em meus braços chegou. A partir dali deu muito colo, mamá, amor e carinho. Sempre em meio de muitos julgamentos e pouca ajuda.
Aos 4 meses ele começou a apresentar certa dificuldade para fazer sonecas diurnas, em algumas noites despertava e passava horas acordado.
Foi quando a Cíntia apareceu na minha vida. Acolheu minhas angústias, abraçou meu caso, estudou minuciosamente a personalidade do meu pequenino. Quando o desespero bateu ela esteve ao meu lado, quando pensei que não havia mais esperança ela acreditou e  me fez acreditar.
Hoje Yuri está com 7 meses e meio, seguimos uma rotina estruturada, o que tem feito dele um bebê mais seguro, tranquilo e feliz.
Ele tem aprendido a dormir, principalmente nos horários que são mais difíceis pra ele.
Há meses que não desperta de madrugada, graças às observações pertinentes dessa mulher que se tornou um anjo em nossas vidas. Cada vez que vejo meu filho adormecendo sozinho de madrugada meu coração se enche de gratidão por essa mulher que tem nos ajudado tanto.”